Notícias

15 / out

Entenda a importância da mamografia

Outubro é o mês de reforçar a importância do cuidado com a saúde da mulher. Questões de saúde especificamente relacionadas ao organismo feminino devem ser monitoradas por profissionais capacitados em acompanhamentos de rotina, para evitar surpresas no futuro. A realização da mamografia preventiva é altamente necessária para detecção precoce do câncer de mama, por sua capacidade de identificar lesões milimétricas ainda não perceptíveis através do exame físico de toque.

É importante lembrar que o câncer de mama segue sendo a principal causa de morte entre mulheres ao redor do mundo, mas que suas chances de cura chegam a 95% quando diagnosticado nos estágios iniciais (de acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia). Portanto, a mamografia é uma grande amiga da saúde feminina e deve estar presente no check-up anual de toda mulher, como um belo gesto de autocuidado e amor a si mesma.

COMO É FEITA A MAMOGRAFIA

Não há qualquer motivo para temer: a mamografia é um exame rápido, seguro e praticamente indolor, mas que salva a vida de muitas mulheres. Trata-se de uma radiografia das mamas, onde cada mama é pressionada entre duas placas planas para que sejam produzidas imagens dos tecidos mamários. O pressionamento das mamas pode causar certo desconforto, dada a sensibilidade da região – mas tenha sempre em mente que a mamografia é o único exame capaz de detectar as primeiras manifestações de um câncer de mama. Seja forte por si mesma!

A chamada mamografia de rastreio é realizada rotineiramente, como monitoramento da saúde de mulheres que não apresentam sintomas relacionados ao câncer de mama. Já a mamografia de diagnóstico é realizada diante da suspeita de um câncer de mama, à procura de lesões iniciais ainda não sensíveis ao toque.

No dia do exame, não use desodorante, talco ou creme na pele das mamas. E não se esqueça de comunicar ao técnico antes da realização do exame caso tenha suspeita de gravidez, seja lactante, tenha cicatrizes nas mamas ou implantes nos seios.

QUANDO DEVO FAZÊ-LA

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda a realização da mamografia anual de rotina a partir dos 40 anos – mulheres integrantes do grupo de risco (com histórico familiar da doença, fumantes, diabéticas, obesas, adeptas de tratamentos hormonais) devem iniciar aos 35.

OUTROS CUIDADOS COM AS MAMAS

Para manter a saúde mamária sempre em dia, existem outros cuidados simples aconselhados pelos mastologistas. O autoexame é o grande companheiro da mulher que cuida de seu corpo, pois o apalpamento rotineiro das mamas permite a percepção prévia de caroços, manchas, alterações de textura e outras irregularidades no formato dos seios. Também é importante ficar atenta a outros sinais associados ao câncer de mama, como a presença de secreção branca, mamilos escamosos e avermelhados, aumento da sensibilidade e do tamanho dos seios.

Deixe seu comentário