Notícias

30 / dez

Câncer de pele – causas, sintomas e tratamentos

Com a chegada das estações quentes, o cuidado com a pele precisa ser constante. A exposição inadequada ao sol é um dos principais agentes causadores do câncer de pele: o tipo de câncer mais frequente no Brasil, que corresponde a mais de 30% de todos os tumores diagnosticados em território nacional – o que significa que, a cada 4 casos de câncer diagnosticados, 1 será originado na pele ou nas mucosas. Tais dados do INCA são alarmantes e devem despertar a população para a importância de cuidar da pele todos os dias, especialmente pensando na saúde a longo prazo.

Entenda melhor o câncer de pele e saiba o que fazer para se manter protegido:

O QUE É

O câncer de pele se origina de uma mutação no DNA das células da pele, que leva à multiplicação celular descontrolada e dá origem ao tumor. Existem dois tipos distintos de câncer de pele: o carcinoma e o melanoma. O carcinoma (também conhecido como não-melanoma) é o tipo mais comum e menos agressivo, representando cerca de 95% dos tumores malignos cutâneos. Já o melanoma se manifesta de maneira mais agressiva, com progressão rápida e maior potencial letal, e corresponde a apenas 5% dos casos.

CAUSAS

É difícil definir com precisão o fator exato que desencadeia um comportamento reprodutivo anormal nas células cutâneas e dá origem ao tumor. Existem fatores de risco associados a cada tipo de câncer de pele:

Carcinoma: está diretamente associado à exposição excessiva e inadequada aos raios ultravioleta (UV), cujos danos são cumulativos. Indivíduos de pele clara e com mais de 50 anos são os mais vulneráveis a este tipo de câncer. De forma bem menos frequente, o carcinoma também pode ser decorrente de infecção viral, associada à deficiência imunológica. Histórico familiar e idade avançada também são fatores de risco.

Melanoma: originado nos melanócitos (células que produzem o pigmento que dá cor à pele), a principal causa do melanoma é a influência genética, com probabilidade crescente para indivíduos com histórico familiar da doença. Pessoas com muitas pintas ou sardas pelo corpo, especialmente se tiverem a pele clara, são mais propensas ao quadro. Também pode estar associado à exposição solar intensa, mas é menos comum. O bronzeamento artificial favorece o surgimento do melanoma. Ao contrário do carcinoma, este tipo de câncer é mais encontrado entre a população jovem.

SINTOMAS

Os sintomas também são distintos entre os dois tipos de câncer de pele:

Carcinoma: surgimento de regiões mais ásperas na superfície da pele pode ser um sinal inicial. Pequenas feridas que sangram com facilidade e demoram a cicatrizar são comuns, principalmente em regiões frequentemente expostas ao sol, como rosto, ombros e orelhas. Também podem ocorrer manchas vermelhas e escamosas ou verrugas em crescimento.

Melanoma: se manifesta através de manchas irregulares na pele, que podem derivar de pintas pré-existentes, de manchas de nascença ou surgir espontaneamente. As manchas são assimétricas, com bordas irregulares, coloração não-homogênea, crescem e se modificam perceptivelmente e costumam ter mais de 6mm de diâmetro.

TRATAMENTO

Existem várias modalidades de tratamento para o câncer de pele e a melhor opção é definida de acordo com as especificidades de cada quadro e da condição de saúde de cada paciente. A remoção cirúrgica é uma alternativa bastante utilizada, que muitas vezes precisa ser complementada pela radioterapia ou quimioterapia. A administração de medicamentos e cremes específicos também é uma opção disponível.

PREVENÇÃO

A prevenção contra este tipo de câncer deve ser diária e integrada ao estilo de vida, onde a proteção e cuidado com a pele são constantes. As principais recomendações dos dermatologistas são:

  • Evitar exposição ao sol entre 10h e 16h;
  • Não ficar ao sol por horas a fio;
  • Usar protetor solar em qualquer atividade ao ar livre;
  • Reaplicar o protetor solar a cada 2h, e após se molhar ou suar em excesso;
  • Usar bonés e roupas longas caso precise se expor ao sol intenso;
  • Manter-se sempre hidratado;
  • Evitar bronzeamento artificial.

Deixe seu comentário